compo image
  1. COMPO
  2. Guia
  3. Cuidar das plantas
  4. Plantas para vasos e varandas
  5. Oásis para relaxar, hortinha na varanda ou paraíso exótico: qual o tipo de varanda que prefere?

Oásis para relaxar, hortinha na varanda ou paraíso exótico:

Qual o tipo de varanda que prefere?

Entre a primavera e o outono queremos passar muito tempo ao ar livre. Sobretudo quem tem uma varanda tem a felicidade de poder rápida e facilmente apreciar o ar livre sem sequer ter de sair de casa. Não importa se costuma usar a sua varanda para relaxar, conviver com amigos ou praticar desporto: conforme o tipo de varanda e a sua disposição, pode aprimorar o seu local preferido ao ar livre com diferentes flores, plantas e pequenos arbustos totalmente ao seu gosto. Vamos mostrar-lhe três diferentes possibilidades e as melhores dicas para que possa desfrutar muito tempo das suas flores.

compo image

Romântica e cheia de graça: a varanda para sonhadores

Sonha com uma varanda com um ar romântico, cheia de trepadeiras entrelaçadas e flores perfumadas? Algumas variedades de roseiras são tão robustas que também se sentem bem no vaso e transformam facilmente a sua varanda num pequeno paraíso. Além de roseiras de porte mais pequeno, há também as roseiras de porte arbustivo para uma nota especial. Estas combinam muito bem com o mosquitinho, o alisso, o confete e algumas variedades de verbenas. Para as áreas de meia sombra recomendamos as hortênsias com os seus enormes conjuntos de flores e as fuchsias com a sua longa floração para chamar a atenção. Se preferir a leveza e a boa disposição, pode antes optar por embelezar a sua varanda com gerânios, petúnias, alegria-do-lar, confete e amores-perfeitos. Gostaria de proteger o seu novo local preferido do sol excessivo ou dos olhares curiosos dos vizinhos? Então plante hera, rosas trepadeiras, trepadeira-cascata, clemátis ou ervilhas-de-cheiro. 

compo image

Aromática e saborosa: a varanda que ajuda a autossustentar-se 

Gostaria de transformar a sua varanda numa hortinha? Vamos a isso! Os legumes, a fruta e as ervas aromáticas sabem também muito bem quando cultivados no vaso. Não é só pelo sabor - muitas plantas úteis resultam na varanda também em termos de aparência. A graciosa forma dos pequenos arbustos de bagas, os caules de cor vermelha brilhante das acelgas, as flores atrativas e frutos cheios de cor do pessegueiro são exemplos de como a sua varanda pode dar nas vistas. Os legumes mais populares são o tomate, o pepino, as alfaces, o pimento e a courgette; mas também os rabanetes e o feijão-da-espanha cultivam-se muito bem no vaso.
Um jardim de ervas aromáticas é uma experiência emocionante tanto para a vista como para o olfato. Sálvia, alecrim, tomilho, orégãos e salsa encontram espaço suficiente mesmo na varanda mais pequena e podem mesmo ser pendurados num escadote em diferentes níveis para criar uma decoração especialmente original.
Além de legumes e ervas aromáticas há também cada vez mais árvores de fruto de porte pequeno. Seja macieiras de coluna, pereiras, pessegueiros ou cerejeiras: há uma variedade imensa de árvores de fruto também para plantação no vaso. Ainda assim, as árvores de fruto não são das plantas mais fáceis de cultivar no vaso. Uma vez que a maior parte das macieiras e pereiras não são autoférteis, vai precisar de duas variedades diferentes para ocorrer a polinização cruzada e providenciarem uma rica colheita.

compo image

Acolhedora e pronta para o verão: a varanda no estilo mediterrânico 

Se quiser criar um ambiente tipicamente mediterrânico, opte por plantar loendros, trombetas-dos-anjos e oliveiras na sua varanda ou no seu terraço. Se viver numa região mais fria, deve no entanto ter em conta que estas plantas não suportam as geadas mais fortes e temperaturas muito baixas, pelo que nesse caso devem ser transferidas para um abrigo de inverno. Mas isso não é necessariamente uma desvantagem. Assim, surge a oportunidade de reconfigurar regularmente a forma como utiliza estas plantas para decorar o seu espaço. O hibisco de floração exuberante e a palmeira moinho-de-vento resultam também muito bem num cantinho com alguma sombra. Para além disso pode ainda incluir uma figueira, um limoeiro ou uma romãzeira para tornar o ambiente mesmo completamente mediterrânico. 

compo image

Assim, as suas plantas irão fazer-lhe companhia por muito tempo

O substrato certo é essencial 

Visto que os vasos e as floreiras são espaços fechados, o que resulta num solo de recursos muito limitados, recomendamos a utilização de substrato de alta qualidade. O substrato deve contribuir para a estabilidade da planta, ser permeável para deixar as raízes respirar e ter uma boa capacidade de armazenamento de água. Para favorecer um desenvolvimento saudável e uma rica floração das suas plantas, deve ainda ter em consideração o porte das plantas bem como respeitar uma distância adequada entre plantas durante o plantio em vasos e floreiras. 

Três coisas a ter em conta para a plantação em vasos: 

  1. molhe bem o torrão das plantas. O ideal é mergulhar o vaso num balde com água morna até já não surgirem mais bolhas de ar. Assim, o torrão irá sair com mais facilidade do vaso e a planta consegue enraizar mais depressa no novo substrato.
  2. Providencie uma drenagem adequada com recurso a fragmentos de barro ou cascalho no fundo do vaso para evitar que a água se possa acumular em demasia. Deite então uma camada de terra por cima disso. Insira as plantas a uma distância suficiente (15 a 20 cm) nas floreiras, mesmo se lhe parecer que são poucas plantas por cada floreira. Se forem bem cuidadas, as plantas irão crescer depressa e em poucas semanas já estará tudo devidamente preenchido com o verde das suas folhas.
  3. Deite agora terra em todos os espaços remanescentes à volta e por cima do torrão de cada planta e aperte o substrato levemente. Por fim, segue-se a rega. Tenha no entanto cuidado para não regar em demasia para garantir que as plantas tenham que desenvolver as suas raízes no novo substrato.

Os substratos não são todos iguais

Existem os mais diversos tipos de substrato, cada um é adaptado às necessidades individuais de determinadas plantas. Aqui encontra mais informações sobre os diferentes substratos da COMPO.

saber mais
compo image

Vamos regar - mas na medida certa

As plantas em vasos e floreiras só conseguem armazenar uma quantidade limitada de água. Uma rega adequada e regular é dos cuidados mais importantes a ter com as suas plantas. Não pense no entanto que quanto mais, melhor! a maioria das plantas não suporta ficar encharcada. Para evitar o risco de apodrecimento das raízes, despeje a água em excesso que encontrar em pratos e cachepots. A altura ideal para regar é de manhã ou à noite e a água deve ser aplicada diretamente na terra para evitar uma evaporação desnecessária.

Fundamentos da rega

Encontra aqui muitas dicas relativamente à rega adequada das suas plantas - a quantidade de água certa desempenha um papel fundamental no crescimento saudável das suas plantas.

saber mais

Mime as suas plantas com nutrientes

Para além de um bom substrato, é também importante providenciar uma fertilização regular para conseguir uma floração longa e exuberante. A maior parte das plantas de vaso, como por exemplo os gerânios e as petúnias, necessitam de muitos nutrientes. Aconselhamos por isso a adição de um fertilizante líquido adequado à água da rega uma a duas vezes por semana. Em alternativa pode também utilizar um fertilizante de longa duração que fornece nutrientes às plantas durante vários meses.

Estes produtos ajudam a cuidar das suas plantas de vaso e varanda

Partilhar

compo image

COMPO. Desfrute do seu jardim.

Para principiantes ou especialistas em jardinagem. Vamos trabalhar juntos por uma qualidade de vida mais natural.

Serviço

Mais sobre COMPO